05/07/2019

Em versão digital, Enem poderá ter games e vídeos

No dia 3 de julho, o Ministério da Educação (MEC) anunciou que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se tornará digital por meio de uma implementação progressiva.

Em 2020, a versão digital será aplicada em fase piloto para 50 mil candidatos em 15 capitais do país, ampliando a cada ano o número de inscritos até abandonar por completo as versões impressas em 2026. Vale apontar que nada muda para os participantes inscritos em 2019.

Ainda segundo o MEC, a versão digital do Enem vai possibilitar novos tipos de questões na prova. Estas poderão se valer de vídeos, infográficos e até mesmo games. Outra expectativa é que Enem digital abra outras possibilidades como a de realização do exame em várias datas ao longo do ano, por agendamento. A metodologia continua a mesma: Teoria de Resposta ao Item (TRI).

Desafios do Enem digital

Um empecilho, no entanto, é o acesso a computadores e outros meios digitais. De acordo com o Censo Escolar 2018, somente 38% das escolas públicas têm laboratório de informática e 67%, acesso à internet.

Outra preocupação apontada por especialistas é que o novo formato pode aprofundar as desigualdades, principalmente no período de transição, já que não é garantido que a dificuldade de realizar a prova em papel seja a mesma da prova em computador. O ideal seria pré-testar e identificar quais questões poderiam ou não oferecer vantagens diferentes por causa do formato.

Com informações de Agência Brasil