Pérola do Cerrado

Os alunos do 3º ano do Ensino Médio do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) da Bacia do Rio Grande, em Barreiras (BA), tinham um desafio: tornar o jatobá, fruto de alto valor nutritivo e abundante na região do cerrado, uma opção de alimentação à população rural.

A solução criativa foi desenvolver um produto que pudesse ser usado em receitas do dia a dia das famílias e ensinar as pessoas a prepará-las. Assim nasceu o projeto “Pérola do cerrado: o estudante na comunidade”, um dos finalistas da última edição do prêmio Desafio Criativos da Escola.

“O projeto é fruto de uma pesquisa extensa na área rural do município de Barreiras (BA), onde apresenta o jatobá como matéria-prima principal. O foco era trabalhar a produção de alimentos oriundos do próprio jatobá, incentivando a agricultura familiar de subsistência”, explica o aluno Tailan Melo, um dos mentores do projeto.

Farinha em essência
Tudo começou em 2016. “Nesse primeiro momento, os alunos descobriram como extrair a farinha da polpa de jatobá e a confeccionar receitas que foram exibidas na Feira de Ciências anual da escola, aberta ao público, onde as pessoas puderam degustar”, conta a professora orientadora do projeto, Cristiana Rodrigues Paz. 

Segundo Ana Karoline Cosme, aluna do curso técnico em Agropecuária e integrante do projeto, o uso do jatobá na culinária e até medicinal não é novidade, mas é pouco difundido. Um dos motivos seria seu forte cheiro: “principalmente nas regiões em que o jatobá se encontra em abundância, se nota um grande desperdício. Geralmente só é consumido por animais ou por poucas pessoas que, por falta de instrução, acabam não podendo usufruir toda sua potencialidade”.

Como alternativa para tornar o fruto mais agradável ao olfato, os estudantes misturaram a farinha retirada da polpa da fruta à essência de baunilha, tornando possível e viável a criação de diversos quitutes. Entre eles, um foi unanimidade. “Sem sombra de dúvidas, a empada”, acredita Ana Karoline. Sua colega Manoela Dias faz outra aposta: “o brigadeiro também roubou corações”. 

De acordo com as alunas, bastante saborosa e abundante em nutrientes desejáveis à saúde, a polpa do jatobá é mais rica em potássio que a banana e, em cálcio, que o leite, por exemplo.

Você será redirecionado para a matéria em 10 segundos.

Caso isso não ocorra, por favor, clique aqui.