Estudantes organizam mostra para debater consciência étnica

Estudantes do CENOR (Colégio Estadual Norma Ribeiro), que integra o Movimento de Inovação na Educação, organizaram a Mostra Consciência Étnica.

O  objetivo foi apresentar projetos desenvolvidos e debater sobre consciência étnica e racial, tema presente no cotidiano dos alunos.

Localizada na região do Arenoso, periferia de Salvador, a escola é reconhecida na cidade por sua potência transformadora, sobretudo por incentivar a reflexão dos alunos para os problemas sociais da comunidade.

Assim, no início de 2018, ela passou a integrar o programa Inova Escola, em uma parceria entre a Fundação Telefônica Vivo e a Secretaria de Educação do Estado da Bahia. Veja a seguir como foi a mostra.

Mostra Consciência Étnica

O evento, que aconteceu na primeira quinzena de novembro, contou com a participação das 9 turmas do colégio. Os grupos ficaram responsáveis por escolher subtemas para enquadrar no formato que melhor representasse o que queriam dizer.

Assim, foram apresentadas peças teatrais, espetáculos de dança dos orixás, manifestações artísticas nos espaços da escola, exposições, vídeos e até mesmo campanhas desenhadas especialmente para a ocasião.

Além disso, uma das grandes conquistas do processo de criação da Mostra Cultural foi a formação de um grêmio estudantil. O projeto já estava nos planos dos estudantes desde 2017 e tomou forma sob a orientação do Inova Escola e com apoio da gestão do colégio.

“O grêmio é a voz do aluno, a nossa visão para a direção. Muitas vezes a gestão não consegue alcançar os detalhes, as dúvidas e as incertezas dos alunos. O grêmio funciona como uma ponte”, explica Luã dos Santos (16). O estudante é presidente da chapa Integração, que tomou posse em julho e participou da organização da Mostra.

 

Você será redirecionado para a matéria em 10 segundos.

Caso isso não ocorra, por favor, clique aqui.