Spotify lança formação em podcast para jovens negros e indígenas

A plataforma de streaming de música Spotify lançou um projeto de formação de podcasters voltado para jovens negros e indígenas de baixa renda, com idades entre 18 e 30 anos. As inscrições precisam ser submetidas até esta sexta-feira (17).

Serão selecionados 20 jovens de todo o país para um treinamento dividido entre momentos virtuais (com duração de quatro semanas) e presenciais (que acontecerá durante 1 semana em São Paulo, em 2021), com todo equipamento e infraestrutura ofertados pela empresa como gravador, computador, fones de ouvido e acesso à Internet.

A proposta da iniciativa é tornar este tipo de mídia mais diversa e inclusiva. O curso abordará temas como desenvolvimento de narrativas, edição de áudio, criação de programas e gestão de podcasts como negócio. Não é necessário ter experiência prévia com gravação de podcast, basta se interessar pelo tema e ter boas ideias.

As inscrições podem ser feitas neste endereço: https://soundupbrasil2020.splashthat.com/

Quem é elegível

Qualquer pessoa que se identifique como negro ou indígena, que tenha entre 18 e 30 anos, apaixonado por podcast. Como parte do critério de seleção, também será considerada a realidade socioeconômica dos inscritos, buscando candidatos que tenham baixa renda familiar. .

Sobre o programa

Já implementado pelo Spotify em outros países, esta é a primeira vez que o programa de capacitação para criação de podcast Sound Up será realizado no Brasil. A primeira edição do curso ocorreu em 2018 nos Estados Unidos, sendo levado posteriormente para Reino Unido, Alemanha e Austrália.

Todo o trabalho enviado ou realizado ao longo do programa permanece como propriedade exclusiva dos participantes.