Escolas Transformadoras Debate tem como tema pós-verdade e pensamento crítico na educação

A segunda edição do Escolas Transformadoras Debate de 2018 teve como tema “Não sou robô: pós-verdade e pensamento crítico na educação”. Pós-verdade – que significa que opiniões e crenças têm mais valor do que fatos objetivos – foi eleita em 2016 pela Universidade de Oxford como a palavra do ano.

Participaram do encontro Amanda Rahra, co-fundadora da escola de jornalismo Énois; Ana Paula Corti, socióloga, membro da Rede Escola Pública e Universidade (REPU) e professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, e Nilson José Machado, professor titular da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo.

O debate foi mediado por Antonio Lovato, cocoordenador do programa Escolas Transformadoras, rede parceira do MIE.

Veja a seguir como foi o Escolas Transformadoras Debate

Não sou robô: pós-verdade e pensamento crítico na educação

Assista ao nosso debate ao vivo sobre pós-verdade, fake news e pensamento crítico na educação!Com Amanda Rahra, cofundadora da É Nóis e pós-graduada em gestão de comunicação pela ECA-USP; Ana Paula Corti, membro da Rede Escola Pública e Universidade (REPU) e do Grupo de Pesquisa Educação, Políticas Públicas e Diversidade; e Nilson Jose Machado, professor titular da Faculdade de Educação da USP. Mediação de Antonio Lovato, cocoordenador do programa Escolas Transformadoras.

Posted by Escolas Transformadoras on Thursday, May 17, 2018

Você será redirecionado para a matéria em 10 segundos.

Caso isso não ocorra, por favor, clique aqui.