Educadores de todo o País se mobilizam contra cortes na educação

Nesta quarta-feira, 15 de maio, diversas cidades brasileiras são palco de manifestações contra o corte orçamentário na educação proposto pelo governo Bolsonaro, convocando uma greve nacional.

cortes educação

Manifestante marcha a favor do investimento em educação. Crédito: Mídia Ninja

Professores, estudantes, pesquisadores e demais atores da educação protestam contra medidas como a diminuição de investimento nas universidades federais, bolsas de pesquisa e outros anúncios feitos pelo ministro Abraham Weintraub.

As marchas são uma resposta para o anúncio feito pelo Ministério da Educação (MEC), no fim de abril, sobre o corte de 30% nos repasses a todas as universidades federais (cerca de R$ 7,3 bilhões). Como justificativa para o congelamento, a pasta alegou baixa produtividade das instituições.

Além de maior investimento, a mobilização critica a reforma de previdência e reivindica liberdade de ensino, opondo-se a projetos como o Escola Sem Partido.