27/02/2019

Universidades e escolas públicas: pela interação necessária

O estudo Universidades e escolas públicas: pela interação necessária, de Rose Marie Vianna Prates Bassuma, retrata a educação como direito fundamental, pressuposto de transformação social ante as realidades sócio-históricas construídas.

Ele aborda a garantia da educação básica como conquista no âmbito do Direito Constitucional e de outras leis. Além disso, defende a educação que não se reduz como direito do cidadão, apenas o acesso às instituições públicas, mas requer também o direito a uma educação de qualidade, a partir de um conjunto de princípios, como o respeito à diversidade, o desenvolvimento físico, psíquico e social do indivíduo.

A pesquisa apresenta a escola pública com sua função social, seu caráter democrático, a serviço dos interesses populares e coletivos. Dessa forma, ela destaca que apesar dos avanços legais e quantitativos, o cenário educacional brasileiro continua apresentando desigualdades no acesso e permanência de estudantes, em todos os níveis da educação.

Leia também:

Como as pesquisas sobre educação podem contribuir para a inovação nas escolas

Outro ponto é o que estudo analisa o processo de conhecimento e compreensão dos alunos em relação aos processos de ingresso na universidade e a participação no mundo acadêmico.

Por fim, o estudo ressalta ainda a importância do compromisso social da universidade pública nas ações de promoção e garantia dos valores democráticos, evidenciando as ações de extensão da UFBA, nos períodos de 2007 a 2012. A problemática central concentra-se na perspectiva da interação necessária entre escola e universidade públicas, a fim de inovar, envolvendo as instituições, os alunos e professores.

DONWLOAD Fazer download do material